Vestuário de proteção

O BSI realiza testes contra riscos combinados, roupas com retardante de chamas e de alta visibilidade.Roupas de proteção química, biológica, radiológica e nuclear (QBRN)

Luvas de proteção 
Luvas de proteção são geralmente uma parte essencial de qualquer kit de proteção pessoal. Luvas podem oferecer um nível abrangente de proteção contra perigos que podem ir de térmicos, químicos e de impacto até biológicos e líquidos em geral que podem ser encontrados pela casa.

Muitas luvas são feitas para proteger contra um tipo específico de perigo. Luvas para bombeiros são resistentes a vários tipos de perigo incluindo proteção contra impacto na parte superior da mão e a inclusão de faixas refletoras. Acrescente também a capacidade antiaderente e à prova d'água e as luvas para bombeiros oferecem proteção para quase qualquer tipo de perigo.

Normas de proteção para luvas

BS EN 659: 2003
Luvas protetoras - Bombeiros
BS EN 374-1: 2003
Luvas protetoras - químicos e micro-organismos
BS EN 374-2: 2003
Luvas protetoras - micro-organismos
BS EN 374-3: 2003
Luvas protetoras - permeação química
BS EN 388: 2003
Luvas protetoras - riscos mecânicos
BS EN 407: 2004
Luvas protetoras - calor e fogo
BS EN 420: 2003
Luvas - requisitos gerais
BS EN 511: 2006
Luvas protetoras - frio

 

Calçados
Calçados de segurança corretos, seja para um trabalhador da construção, um motociclista ou um bombeiro, são vitais para garantir que os pés sejam protegidos de forma adequada. Não é apenas proteção contra possíveis riscos de maior importância, mas a funcionalidade, o conforto e a durabilidade também.


Alguns tipos de calçado são classificados como categoria Complexa de EPP. Além de satisfazer os requisitos iniciais da diretiva, o fabricante deve também demonstrar anualmente a uma agência credenciada que o produto continua a cumprir os requisitos da norma de acordo com a qual foi inicialmente testado.

BS EN 15090:2006
Calçados para bombeiros
BS EN ISO 20345:2004
Calçados de segurança
BS EN ISO 20346:2004
Equipamento de proteção pessoal. Calçados protetores
BS EN ISO 20347:2004
Calçados ocupacionais

 

Vestuário de alta visibilidade
A norma para vestuário de alta visibilidade exige que este forneça a visibilidade do usuário em uma situação de risco em qualquer condição de luz do dia, e sob iluminação de faróis de veículos no escuro (visibilidade 24h). Esse é especialmente o caso de incidentes em ou próximo a vias de tráfego.

Os testes para materiais ou peças de vestuário dentro da norma incluem:

Testes de material:

  • Cor - cromaticidade e luminância
  • Solidez da cor e testes físicos
  • Estabilidade dimensional e respirabilidade/propriedades à prova d'água

Testes de peças de vestuário:

  • Avaliação do modelo
  • Áreas mínimas de material

BS EN 471: 2003
Vestuário de alta visibilidade

Vestuário de proteção 
Vestuário de proteção é utilizado em uma grande variedade de cenários de risco, com uma grande variedade de normas destinadas a avaliar os produtos que oferecem proteção contra temperaturas extremas ou

exposição química até aventais à prova de respingos.

Todas as roupas de proteção só serão eficazes se mantidas adequadamente e limpas de acordo com as instruções do fabricante. Contaminação por poeira e toxinas podem aumentar
o risco da roupa protetora tornar-se mais suscetível à combustão por chamas desprotegidas.

Como com todos os equipamentos de proteção individual, o vestuário de proteção só funcionará dentro de determinados parâmetros e é importante que todos os usuários estejam familiarizados com as limitações dos equipamentos.

No caso de proteção contra produtos químicos, biológicos, radiológicos e nucleares (QBRN), o usuário está selado em um macacão feito de material de alta resistência, todo encapsulado e recebe ar puro para respirar. A pressão dentro do macacão é mantida positiva e o ar exalado é removido por meio de válvula(s) expiratória(s), criando uma pressão positiva dentro do macacão para impedir a entrada de contaminantes.   Isso anula a possibilidade do mesmo ar circular novamente no sistema.

O macacão de contenção também pode ser usado com dispositivos ou alimentos de filtragem de ar fornecidos de acordo com a situação.

Normas de vestuário de proteção

 BS EN 464: 1994
Proteção contra produtos químicos líquidos e gasosos, incluindo aerossóis e partículas sólidas

BS EN ISO 15025: 2002
Vestuário de proteção contra calor e chamas

BS EN 14605: 2005
Proteção contra produtos químicos com conectores à prova de spray (Equipamento tipo 4)

BS EN 533: 1997
Vestuário de proteção contra calor e chamas

BS EN 14605: 2005
Proteção contra produtos químicos líquidos com conectores à prova de líquidos (Equipamento tipo 3)

BS EN 702: 1995
Vestuário de proteção contra calor e chamas

BS EN 14605: 2005
Proteção contra produtos químicos líquidos

BS EN 943-1:2002
Proteção contra produtos químicos líquidos e gasosos, químicos, aerossóis e partículas sólidas

BS EN 468: 1995
Proteção contra produtos químicos líquidos

BS EN 943-2: 2002
Vestuário protetor contra produtos químicos líquidos e gasosos

BS EN 469: 2005
Vestuário protetor para bombeiros

BS EN 1073-1: 1998
Vestuário protetor contra contaminação radioativa

BS EN 510: 1993
Vestuário de proteção para utilização com risco de entrelaçamento com partes em movimento

BS EN 1073-2:2002
Vestuário protetor contra contaminação radioativa

BS EN 530: 1995
Material do vestuário de proteção resistente à abrasão

BS EN 1149-1: 2006
Vestuário de proteção - propriedades eletrostáticas

BS EN 531: 1995: 1998
Vestuário de proteção para trabalhadores expostos ao calor

BS EN 1149-2: 1997
Vestuário de proteção - propriedades eletrostáticas

BS EN ISO 6529: 2001
Proteção contra permeação por líquidos e gases (ISO 6529:2001)

BS EN ISO 10819: 1997
Vibração mecânica e choque (ISO 10819: 1996)

BS EN ISO 13995: 2001
Proteção contra propriedades mecânicas (ISO 13995: 2000)

BS EN ISO 13997: 1999
Resistência a lâminas afiadas (ISO 13997: 1999)

BS EN 342: 2004
Proteção contra o frio

BS EN 343: 2003
Proteção contra mal tempo